E a Mayra que foi viajar e não contou nada parte 2

Segunda parte UHUUU:

785ddf24-eb62-42ca-a300-56378daf93c6

Voltando….

Na segunda parte da viagem cheguei em Los Angeles e já fui conhecer Long Beach com o Gui. Andamos pela costa errada e linda e ele me mostrou o navio GIGANTE Queen Mary na marina mais bonitinha da vida. Depois disso, entre um dia ocupado e outro conhecemos: Hollywood Boulevard com as estrelas na calçada, o teatro do Oscar, o calçadão cheio de gente diferentona de Venice, o píer com direito a pôr do sol romântico mais sensacional da minha vida de Santa Monica <3, downtown L.A., o LACMA maravilhoso com as exposições proibidas e instalações maravilhosas (maravilhosa define hahaha) e a Rodeo Drive lindinha de filme com as lojas de grife mais chiques da vida.

Agora pausa pro surto: ESTAVA TENDO UMA EXPOSIÇÃO DE ESCULTURAS DO SALVADOR DALI AO AR LIVRE . Não teve oportunidade melhor de visita acho ❤

Mais uma pausa hahaha, sobre Las Vegas. Eu tenho vontade de ser rica normalmente, mas essa cidade me deu MAIS vontade hahaha. Passei um dia e meio pra conhecer sete cassinos, uma balada MUITO LOTADA (brigada Barbara Boutique pelo dress mara!) duas galerias de arte F*DAS e mais uma vez ficar babando em vitrines e lugares sensacionais. A dancinha das águas foi uma parada cardíaca,  ( não sei como postar aqui help) as construções todas gigantes e aquele monte de luz e de gente me deixaram meio desnorteada,  foi tipo a sensação da visita ao Times Square só que com um olhar sem vergonha.

Você jogou nos cassinos Mayra? Não gente, lembra da diferentona? Fomos exploradores de cassinos ❤ . Foi mais divertido gastar meu tempo vendo a maior quantidade de coisas lindas possível do que brincar com sorte envolvendo meu ryco dinheirinho. Quando eu voltar minha meta é assistir quantos espetáculos do Cirque du Soleil eu conseguir (descobrir que tem um pra cada cassino me deixou passada).

Aé, e o caminho. Então, o caminho, a estrada, o deserto, as montanhas… aquela cor toda em degradê no horizonte. Aquilo tudo que mais uma vez me deixou sem ar ligou um botão na minha cabeça que não da pra explicar muito. Eu não consegui me mover, quanto mais tirar fotos. Aliás, como vocês puderam ver nos dois posts, a falta de uma linha de tempo e fotos de tudo (o que eu to acostumada a fazer em todas as minhas redes sociais) foi exatamente isso: tava tudo surreal, passou muito rapido e eu absorvi completamente cada minuto por direito. Eu tava passada de cansaço e de saudade das minhas pessoas maravilindas. Daqui em diante essa maravilha ressoando: Mayra, você precisa mais vezes dessa mágica. Essa parada cardíaca, esse suspiro, esse sorriso encravado no canto da boca, essa paz de estar num lugar fantástico com pessoas que me fazem esse bem absurdo. Na correria a gente esquece do bem que isso faz, ou a diferença que dá. Sentar sem previsão de levantar pra assistir o pôr do sol, ficar olhando essas cores no deserto, olhar toda a luz das janelas da central do metrô, andar sem objetivo por umas ruas só pra ver o movimento do lado de quem você ama? Era tudo o que eu precisava. Acho que no ano novo vai ser minha resolução pra 2017. Me surpreender e encantar mais.

Beijos gente ❤

Anúncios

O Rio de Janeiro continua…

Já faz uns dois meses que fui ao Rio de Janeiro e não foi por falta de tentativa de fazer o post que tanto prometi para vocês, na verdade eu fiz, mas ele sumiu do blog e eu acabei largando mão. O post tava lindo e completão! :~ Vou tentar lembrar de tudo e fazer o mais parecido que estava. Bora, lá? Apertem os cintos e anote as dicas!

Só essa semana me deparei com 2 pessoas me perguntando sobre minha viagem, o que eu fiz e quanto gastei, por isso animei novamente de repetir o post e dar dicas pra quem quer viajar tanto pro Rio quanto pra outro destino.

Acho que a preocupação da maioria das pessoas é o gasto quando o assunto é viajar , então reuni em tópicos algumas dicas para te ajudar a economizar:

1. onde ficar?

Eu tive a oportunidade de ir para SP com uma amiga esse ano que me apresentou um aplicativo chamado Airbnb, é basicamente um buscador de hospedagem, mas a diferença é que as casas e apartamentos disponíveis são de pessoas que alugam com um custo e benefício bem amigável e você ainda pode baratear ainda mais escolhendo ficar na casa juntamente com o morador e o gasto acaba sendo bem menor.

2. Roteiro

Eu sou ALOKA do roteiro, daquelas que passa dias pesquisando e faz anotações com todas as coisas que quer fazer na viagem. No RJ não foi diferente, pesquisei os lugares que eu queria conhecer e já me preparei para os gastos. Dentro do roteiro mesclei destinos pagos e de graça. O Rio tem bastante opções baratinhas e grátis, inclusive, show, festivais e barzinhos bem legais, então vale a pena dar uma boa pesquisada antes de sair de casa. Um dica, por exemplo, é ir para a Lapa à noite, além das baladas e bares, também rola uma feirinha ao ar livre. 😉

3. Fazer as malas

Miga, você sabe que não vai usar 10 pares de sapatos e 25 peças de roupas em uma viagem de 1 semana, né? Então, APENAS PARE de fazer malas gigantes, principalmente quando o destino é o Errejota, vai por mim, lá você vai usar chinelo e no máximo uma rasteirinha para as noitadas. Vestidinhos e short jeans viram seus melhores amigos! Se for ficar em apê compensa levar mais trocas de biquínis, esses sim nunca são demais na sua mala de praia, enquanto seca um, você usa outro.

4. Noitada

Uma semana antes da viagem dá uma pesquisada do que vai rolar no Rio de shows grátis, eventos e bazares, na maioria das vezes você vai fazer um roteiro baratex e bem legal gastando pouco, mas para isso você tem que pesquisar. Graças a minha prevenção eu consegui ir num evento de moda, no show da Céu, Outlet e Bazar… TUDO ISSO de graça! Sem contar que fui à Lapa de metrô e o gasto foi bem menor do que se eu tivesse ido de táxi.

5. transporte no rio

Antes de chegar à cidade maravilhosa baixe o aplicativo Bike Rio e faça seu cadastro antecipadamente, vai facilitar a sua vida quando você chegar lá e quiser explorar tudo em duas rodas. ❤ Como muita gente usa as bicicletas, o app fica sobrecarregado e você acaba perdendo muito tempo tentando baixar e fazer o cadastro na hora que for usar. Do resto, é super auto explicativo e fácil de  entender.

Escolha um apê que seja perto de algum metrô. No Rio as coisas são bem longe uma da outra e às vezes você vai precisar mais do que a Bike para ir onde quiser. Aconselho baixar o app do Metrô, nele tem mapa e as linhas que você deve pegar pra ir a cada ponto turístico que quiser. Anota com carinho essa dica, porque se você for depender de Uber e Táxi no Rio, você vai ter um mini enfarte com o quanto gastará.

Essas são 5 dicas que me fizeram gastar bem menos na minha viagem. Para quem quer ter uma base, nós gastamos (eu e meu namorado) em torno de 2.500 reais, o que se for ver, ficou bem barato! Agora vamos as fotenhas e os lugares que visitei!!! 😀

Caminhar por copacabana e Ipanema tem desses encontros, tudo bem fazer a gringa e tirar foto com Drummond e tals, mas se avistar uma celebridade correndo na praia, olhe, finja costume e continue andando, sério, não peça pra tirar foto. a primeira vez que fui ao Rio pedi uma foto com pedro bial e, migas, pensa na patata histórica que levei? então, fica a dica!

Altos papos com Drummond. #migo #rj #riodejaneiro

A post shared by Tamylin (@tamylinellen) on

vale a pena tomar café da manhã no palácio do parque lage, lugar lindo, cheio de história e o breakfast é delícia!

Por mim eu ficava o dia todo! ❤

A post shared by Tamylin (@tamylinellen) on

Depois de comer um montão, vale dar uma andada de bike pela lagoa rodrigo de freitas que fica bem pertinho. ❤

entre os postos 8 e 10 de ipanema é o lugar mais seguro para pegar uma praia, além de ter uma vista incrível para o morro dos dois irmãos.

aahh o pão de açúcar ❤

Pão de Açúcar. #rj #rio #paodeacucar

A post shared by Erikson Coutinho "Kiko" (@eriksoncoutinho) on

e a vista do pão de açúcar? Depois de tirar várias fotos eu aconselho você a ir passar o fim de tarde na praia vermelha no pé do pão, ô lugar delícia! ❤

 

vale a pena ir para a noitada na lapa e voltar durante o dia para tirar foto na escadaria selarón que fica pertinho.

Sou tão fitness que tô fazendo escadaria até nas férias!😂

A post shared by Tamylin (@tamylinellen) on

existe um bar chamado belmonte que tem na lapa, copacabana e acredito que em mais lugares do rio, foi dica da tata do blog prazer consumista, gente é lá que se encontra o chopp mais gelado do universo e a empada de camarão mais sensacional que já comi.

Não sei como vou passar o resto do ano sem essa empada aberta de camarão com catupiry.

A post shared by Tamylin (@tamylinellen) on

Reuni as principais dicas e lugares, porque se eu fosse falar sobre tudo ia ficar um ano escrevendo! O Rio é grande e todos os lugares são incríveis!!! Se você está se perguntando, e o Cristo, cadê? Eu já conheço o Cristo Redentor e eu ia de novo, mas os dias estavam nublados, e não compensava pagar caro para chegar lá e não conseguir enxergar nada, então, fica pra próxima, porque com certeza vou voltar! Beijinhos e um ótimo e lindo ano novo pra vocês!!!

E a Mayra que foi viajar e não contou nada? parte 1

Oi gente!!

Tudo bem? To sumida, bandida fugida aqui mas eu sou desapegada ainda ok?

Então, vou contar da viagem enfim, tirei férias depois de 3 anos, foi delícia! Pra quem quer aproveitar as férias pra viajar se joga \o/.

A história resumida é que minha irmã tá trabalhando de aupair nos EUA e o Gui tava em LA até novembro. Aí que numa vaquinha do amor, eu consegui patrocínio pra ir visitá-los e viajar sozinha pela primeira vez.

Vou contar aqui um pouco do processo pra vocês 😉

Meu primeiro passo foi pesquisar preço de passagem, aí as dicas que eu dou são:

-Pesquisar passagem no modo anônimo pela internet, pro mago manipulador de resultados não te fazer de bobo seguindo seus rastros.

-Pesquisar com agências de boa reputação e preferencialmente com alguém de confiança por que por todo o processo a gente fica meio meio ansioso, dai pra esquecer algo ou errar alguma coisa é fácil fácil…

-Pesquisa clima. Pesquisa bem pesquisadinho amigue, por que seu frio e seu calor nunca vão ser os mesmos do que os das outras pessoas hahaha.

Acho que só. Acho que você também deve pesquisar algumas outras coisas que eu não pesquisei, por que pra mim foi conveniente o acesso fácil, proporcionado pelos meus respectivos anfitriões. São eles:

– Pacotes de visitação e/ ou lugares que você quer ver (tipo um roteiro),

-Hotel / hostel/ estadia,

– Alimentação,

– Localização e formas de transporte,

Fechei passagens com os Vitório da Novità Turismo, que com toda paciência do mundo  me mostrou um monte de opção e de data, preço e quantidade de bagagem (vocês não tem ideia de como limite de bagagem parece inútil e na verdade não é hahaha). Ele me acompanhou pelo celular até o aeroporto. \o/ Obrigadíssima Vitório! Indico muito ❤ Gente, o pessoal da Novità pode ajudar com toda  a parte dos itens acima também  viu? Só não precisei mesmo por causa da Thatha e do Gui que estavam lá preparando tudo pra mim de lá.

Minha intenção principal era ver esses queridos (p*tos) que foram pra longe e curtir meu tempo relaxando, então deixei tudo por conta deles ❤ Minha única exigência nos passeios era meu mantra de “não posso engordar e perder todo o projeto ” kkkkk. Então no fim, nosso roteiro de viagem foi de acordo com a idéia de diversão que cada um deles tem sobre mim. Era tipo: “O que vc acha que eu gostaria de viver?”

Vôo internacional, tinha que chegar 3h antes pra fazer check in e tal, fui com meus pais e meus primos e tava paralisada de ansiedade, não consegui comer uma azeitona o dia todo hahaha. Assim que o avião decolou (que inclusive é uma das minhas partes preferidas, sou uma criancinha deslumbrada na janela). Minha ansiedade melhorou e me veio um soco na cara de fome de gigante. Fica a dica: pra quem enjoa, se não for comer, leva comida!!!! Só fui comer alguma coisa no jantar compacto do avião, algumas horas depois. Parecia que não comia há 3 meses hahahah.

Poltrona econômica é meio justinha, mas nada que não compense a viagem né gente… Quase chegando os comissários distribuíram  um documento para quem não era cidadão para declararmos algum tipo de pertence ou valor específico. Como eu declarei as comidas que eu tava levando pra lumbriguenta da minha irmã, me chamaram pra ver essas comidas da mala antes de eu passar pelo último portão. Mas foi tudo bem tranquilo. As coisas eram embaladas e estavam  nas respectivas embalagens industrializadas e tal. (Levei: farofa, mandioquinha, cachaça e doce de leite) Clica aqui pra saber um pouco mais sobre essas regras.

copia-de-img_20160830_163536225_hdr

Amassei a Thais no aeroporto e fomos pra casa da hostfamily dela tomar um banho.

Na primeira parte da viagem eu fiquei na costa leste, ela mora em McLean, Virginia E  eu achei, no geral, bem gostoso de viver. Cheguei num clima bom (não é sempre assim, tem tempestade de neve), e tem muito comércio perto de onde ela mora, então refeições e compras foram bem práticas.

1468821470323_homes-for-sale-in-mclean-va-is-2016-a-good-time-to-buy-fea

Fomos nos Shoppings perto de lá, comprar as coisas das encomendas dazamigas. Comi na famosa Cheesecake Factory exageradamente e entrei em todas as lojas desejo pelo shopping.

Muitos dias ficamos só no relaxamento do dia a dia sem obrigações, curti a Thatha, comi bonitinho e desacelerei um pouco minha #vidaloka hahaha. Nos dias de turista meeeesmo fomos até Washington D.C. para conhecer os monumentos, e comer o melhor donnut da vida que é o sonho de consumo das pessoas todas do mundo (sim eu tenho certeza). O lugar é um charminho e vende um donut de crème brulé que tenho certeza que você quer. Sim, quer rss.. Também visitamos 1/3 do zoologico de D.C. que deve ter o tamanho de um continente!

Minha irmã viciada em Starbucks me viciou junto (o que não é difícil, convenhamos), e queridos, eu fui pra Nova York. Eu fui. Fui mesmo, haha. Queria fazer fazer aquela pausa dramática do crème brulée aqui de novo e guardar toda a experiência só pra mim, mas não vai dar. Ô cidade bonita, com gente bonita, agitada, acessível, cheia de arte, oportunidade, cultura ❤ ❤ ❤ Queria morar lá. Um dia eu volto e fico. Passeamos por alguns lugares durante o dia todo e a noite entramos e saímos de barzinhos. Dancei horrores. Comi pizza de madrugada. Foi espetacular.

Aé, quase esqueço, fomos conhecer a confeitaria do Cake Boss a Carlos Bakery, e como já deu pra perceber somos duas lagartinhas né hahaha. Mas acho que a superação de gordice da viagem foi ter ganhado uma caneca da confeitaria por conta das compras hahahahahahah. A experiência foi (desculpa Thais): Comer chorando os doces  da Carlos Bakery sentadas no degrau da entrada do metrô, lugar sentável mais próximo da loja. A gente tava sozinha comendo uma caixa de doces imensa emotivamente em Nova York. Emblemático. Foi uma descarga de felicidade que não deu, não dá pra descrever pra ninguém. Tinha que estar lá, tinha que ser a gente.Não tem foto dessa parte ;/

Outra coisa, principalmente pra quem é bem visual: Por favor, se for pra lá não deixe de ir na estação central. Vai, e vai com uma câmera boa, tempo e sem vergonha de ser turista, por que o lugar é maravilhoso, brilha, é enorme. Acho que sobre NY é meio que isso, estação central dourada, times square com tudo aquilo de cor, pessoas, e Carlos Bakery. Mayra, você não viu a liberdade?  Vi não, sou de aquário, diferentona hahahaha! Mentira, até tentei, mas priorizei outras coisas e sou bem grata pela bateção de perna e pelos vários momentos que me deixaram sem ar por várias vezes nessa viagem.

 

Bom, a primeira parte tá paga com muito atraso mas tá aqui ❤ Semana que vem tem a parte 2, Las Vegas e California ^^ Cada foto dessa tive um suspiro diferente de saudade… Que 2017 traga mais viagens \o/

Beijo gente