13 Reasons Why | Crítica sem spoilers

Não se fala em outra coisa nessa internet de meu Deus! A série 13 Reason Why fez o mundo todo virar crítico de série e o Facebook virar o local mais cheio de spoilers que você odeia. Com o pouco de conhecimento que adquiri no meu curso de ‘História e roteiro de cinema’ tento trazer para vocês visões pessoais mescladas com pontos fatídicos dos filmes e séries que eu gosto. Às vezes, inclusive, faço isso no meu Stories, então me segue lá no Insta @tamylinellen.

13 Reasons não é uma série super produzida e com um roteiro sensacional, inclusive nesse ponto vi várias falhas no início que ao invés de criar suspense, que era a intenção, criou uma grande confusão na minha cabeça. Mas no terceiro episódio a coisa já começa a fazer mais sentido e a impressão que dá é que o roteirista se encontrou. rs Já a direção ficou por conta do mesmo diretor de Spotlight, Thomas McCarthy. Ambos seguindo um padrão de obras que falam sobre algo real e acredito que abordar temas polêmicos sem filtro seja uma característica deste diretor.

E por falar nisso, o que mais me fez ficar apaixonada por essa série é exatamente isso. Falar sobre depressão, suicídio e estupro SEM FILTRO E SEM ALÍVIO CÔMICO. É uma série que mexe com a nossa cabeça, faz a gente refletir e nos deixa angustiados com vontade de fazer alguma coisa para mudar a situação da protagonista Hannah Baker. Os atores são jovens na vida real e apesar da simplicidade da atuação de cada um, eles merecem serem reconhecidos pela maturidade de interpretar papéis tão difíceis.

Eu acredito que a série cumpriu seu papel. Apesar de não ter uma super produção, atuação e ter suas falhas, acho que o importante é focarmos nas qualidades. Minha dica é: prepare o seu psicológico e bora ligar a Netflix, é um seriado que merece seu tempo.

Importante é que as pessoas entendam a mensagem da série, compreendam que nossas palavras e atitudes podem causar um estrago na vida das pessoas. #NãoSejaUmPorquê

2017 não vai ser fácil para os Cinéfilos

O ano mal começou e o calendário do cinema de 2017 já está deixando os cinéfilos alvoroçados! Eu amo cinema e todo começo de ano a minha meta é colocar em dia todos os filmes indicados ao Oscar para poder estar por dentro do assunto e, principalmente, para “brincar” com aquela lista de apostas. Eu já fazia isso antes, mas depois de passar um tempo em Washington DC com a host family da Thata e participar de uma típica noite de Oscar com uma família americana, peguei ainda mais amor em baixar a lista de indicados e fazer a brincadeira, provavelmente esse ano eu inclua a família toda no processo, porque é muito mais legal!!!

Empolgação à parte, vamos aos filmes que eu estou mais ansiosa para assistir. Só essa semana estou à espera de três títulos que vão estrear:

Moana – 05/01

Filmes da Disney dispensam comentários, não é mesmo? Mas Moana tem tudo pra ser revolucionário, como foi A Princesa e o Sapo, lembram? Tô adorando essa fase inclusiva da Walt Disney!

Sete Minutos Depois da Meia-Noite – 05/01

Um filme de fantasia e drama que provavelmente vai me fazer dar umas choradas, me parece ser esses dramas que nos fazem pensar sobre a vida, pega essa parte da entrevista com o ator Liam Neeson que faz O Monstro do filme:

“trata de como crescer e de qual é  o seu lugar no mundo.” (Liam Neeson)

Sete Minutos Depois da Meia-Noite é um filme baseado no livro de Patrick Ness (O Chamado do Monstro) que também é o roteirista do longa.

Passageiros – 05/01

São dois os motivos pelos quais estou louca para assistir esse, Chris Pratt e Jennifer Lawrence. ❤ E é só isso mesmo. rss

Sully: O Herói do Rio Hudson

Tem também Sully, baseado em fatos reaisque já está em cartaz, eu confesso que já assisti e prevejo indicações ao Oscar de melhor filme, direção e melhor ator (Tom Hanks <3). Já vou adiantar o que eu achei (SEM SPOILERS). Por ser uma história baseada em fatos reais e diga-se de passagem “curta”, ou seja, tudo gira em torno do acidente do avião de 2009, não é uma história extensa com diversos desfechos e dramas, tudo gira em torno de um só acontecimento, eu esperava que ia ser desses filmes chatos e maçantes e, para minha surpresa, não é! Clint Eastwood soube dar uma direção espetacular ao filme, com doses incrivelmente bem colocadas de tensão. Preciso também destacar o ator Aaron Eckhart que faz o papel do copiloto, ele é o alívio cômico do filme e o timing de sarcasmo é sensacional.

La La Land – 19/01

Estou ansiosíssima para esse, afinal, é no mínimo interessante que um musical nos tempos de hoje cause tanto burburinho na indústria. O segundo motivo que me faz estar tão esperançosa é que a direção está por conta de Damien Chazelle que também dirigiu Whiplash, um dos filmes que mais amo nessa vida e, também ganhador de melhor roteiro adaptado, por ninguém menos que o próprio Chazelle. ❤ Ahhh e, claro, tem Ryan Gosling. rss

Beleza Oculta – 26/01

Esse é daqueles filmes que chama a nossa atenção pelo elenco, saca só: Will Smith, Kate Winslet, Keira Knightley, Helen Mirren e Edward Norton. Vai ser com ou sem indicação, sim ou com certeza?

Os próximos três longas provavelmente vão ter indicação ao Oscar, quem arrisca apostar nas categorias??

Fences – 02/02

Dirigido e protagonizado por Denzel Washington e ao lado dele a incrível Viola Davis, já posso prever indicação de melhor filme, ator e atriz. Quem dá mais?

 Estrelas Além do Tempo – 02/02

Dia 2 de Fevereiro não vai ser fácil, só filmão nas estreias da vida (tomara que chegue todos à Bauru, né?). Esse filme tem tudo a ver com o cenário atual, onde assuntos sobre racismo, feminismo e empoderamento feminino estão em alta. Taraji P. Henson, Octavia Spencer e Janelle Monáe são três amigas que precisam lidar com o preconceito racial, machismo e provar ainda que são capazes de sobressair com suas funções na NASA.

 A Bela e A Fera – 30/03

Quem não, né? HAHAHA

Clichezão à parte, mas eu sou aquela criança que assistiu o desenho centenas de vezes e sei cantar as músicas AND é Disney, né migas? Meu sonho é ir pra lá, quem já foi me conta aqui nos comentários como foi??? Tá bom vai, Emma Watson é também um dos motivos, confesso. rsss

Esse post já tá grandão demais, hein migas? Vamos fazer o seguinte? Vou deixar registrado os filmes que estou mais ansiosa para assistir entre Janeiro a Março e quando eu assistir todos eu volto aqui e faço outra lista com os próximos. Combinado? Mas o fato é que Janeiro e Fevereiro são os meses de estreias da maioria dos filmes dignos de Oscar, claro que eu listei alguns que não são, mas essa é a MINHA lista, ok? Tem vários outros por aí que vale a pena assistir também, se eu lembrar de algum outro falo pra vocês no snap (tamellen) ou no Insta Stories (@tamylinellen). Beijinhoooss!!!

SPOILER DO BEM! #LollapaloozaBR2016

O Lollapalooza 2016 já tem data confirmada no Brasil nos dias 12 e 13 de março. E vou te contar que tive o prazer (e dinheiro) para ir na edição de 2014 e foi ILollapalooza-2016NCRÍVEL!!! Esse ano a grana tava curtinha e preferi deixar pra lá, mas me arrependi muito, porque a experiência é inexplicável! São muitos músicos legais, às vezes desconhecidos, mas que valem apena conhecer  que provavelmente vai entrar para sua playlist rapidinho!

Para o Lolla de 2016 eu já to fazendo cofrinho mesmo sem saber qualé que vai ser a lineup, maaass…descobri essa semana algumas atrações que podem vir para o Brasil de acordo com dois jornalistas do Popload e O Destak.
São elas Noel Gallagher (ex Oasis), Tame Impala, Mumford and Sons, Alabama Shakes, Marina and the Diamonds (que fez a louca e não compareceu na edição de 2015 para qual ela estava confirmada), Of Monsters And Men, Eminem, Florence and the Machine, Haim e Sam Smith. E é aí que mora o problema! Eu curto todos! Por isso com muito carinho fiz uma playlist no meu Spotify com as músicas que mais gosto desses artistas para vocês começarem o esquenta para o festival que acontece mais uma vez no Autódromo de Interlagos em Sampa. Você me encontra lá no app como Tamylin Silva. Cliquei no meu nome para acessa e me siga! 🙂

Foto da edição de 2014.

Foto da edição de 2014.

Outro destaque que quero dar é a gastronomia do Lollapalooza, gente é fora do normal! São vários food trucks e restaurantes conceituados de São Paulo em um ambiente reservado apenas para alimentação e os preços variam, eu gastei somente R$60,00 além do ingresso, mas também não consumi nenhuma bebida alcoólica, porque se eu bebo eu não aguento e durmo no meio do rolê. hahaha Mas o próximo talvez eu experimente o famoso chopp  da Skol que todos falam bem antes de ir embora.
Eu espero que vocês tenham gostado desse tipo de post aqui no blog e se quiserem mais é só pedir, porque conheço bastante bandas legais para indicar para vocês! 😉

Beijinhos!
Instagram: @tamylinellen