Quanto custa o outfit das desapegadas?

Heeey, desapegadas! Quanto tempo não apareço por aqui!!! Estou naquela correria de sempre, mas dei uma pausa para vir compartilhar com vocês uma matéria muito legal que fiz com o Social Bauru. A intenção era fazer uma sátira com aquele vídeo que ficou famoso “Quanto custa o Outfit”, onde mostra um grupo de jovens que são chamados de Hyper Beasts, ostentando seus looks absurdamente caros e peças exclusivas de marcas famosas.

Num super bom humor, reproduzi com o Social Bauru o vídeo mostrando que dá para pagar pouco e ainda assim sair com looks estilosos por aí.

No vídeo eu falo um pouco desse fenômeno dos Hypers que já está sendo um movimento de Trickleup, ou seja, um grupo ditando uma tendência que sobe para as passarelas, mas também não deixa de ser um TrickleAcross, onde as tendências se difundem por vários grupos ao mesmo tempo como uma febre coletiva. Para saber mais como as tendências surgem clique aqui para conferir o post da Mayra.

E vocês, também são garimpeiras ou preferem looks exclusivos de marcas?

Lembrando que dá para adquirir várias peças exclusivas também em brechós e bazares, e algumas vezes roupas e acessórios clássicos, sem ter que gastar muito.

 

Cor Pantone 2018

Depois da palestra que demos no Sebrae Bauru sobre Macrotendências repleta de informações sobre comportamento e tendências para 2018, a Pantone divulgou a cor do ano que assina embaixo todas as teorias apresentadas na nossa pesquisa. Os highlights são o noturno trazendo dramaticidade e obscuridade para a moda, além da óbvia referência Tech/Sci-Fi carregada de referência cósmica.

“Pantone® revela a Cor Do Ano 2018: PANTONE® 18-3838 Ultra Violet
Criativa, imaginativa, Ultra Violet ilumina o caminho do que ainda está por vir.

Um tom roxo purpura dramático, provocante e profundo, PANTONE® 18-3838 Ultra Violet comunica originalidade, ingenuidade e um pensamento visionário que aponta para o futuro. Complexa e contemplativa Ultra Violet, vasta e ilimitada como o céu noturno, sugere mistérios do Cosmo.

Roxos enigmáticos sempre foram um símbolo de contra cultura, informalidade, talento artístico e reflexões espirituais. Ultra Violet simboliza experimentação e inconformismo, estimulando os indivíduos a imaginarem suas marcas no mundo, expandindo as fronteiras através de soluções criativas”.

Foi assim que a empresa descreveu essa nova escolha para o ano de 2018 e acredito que se encaixa perfeitamente com tudo o que falamos em nossa palestra que, aliás, quem tiver interesse em obter mais informações é só entrar em contato com a gente pelo e-mail desapegadascontato@gmail.com.

Como sempre, de olho no futuro, na nossa coleção cápsula de 2016 usamos referências futurísticas e dramáticas usando a galáxia como inspiração. Fotos lindas feitas por Marcel Chaves e artes por Mayra Ferraz foram as ilustrações que usamos para falar sobre consumo de moda consciente.

Algum tempo depois a Gucci lançou seu Inverno 2017 com essa campanha:

E aí, o que acharam dessa cor para 2018?? Gostam da vibe futurística que ela traz pras próximas temporadas de moda?

Tendências de moda para 2018

Pra quem não sabe o BD Fashionista é liderado por uma Jornalista de Moda e Social Media, no caso eu, Tamylin Silva e uma Designer de Moda e Publicitária, a Mayra Ferraz. Uma das nossas principais características, como a da maioria dos empreendedores dentro do setor de moda, é antecipar tendências e entender o comportamento geral da sociedade que vai determinar qual será o futuro da moda.

TREND.png

Nós fomos convidadas para dar uma palestra no dia 06 de Dezembro, no Sebrae sobre a antecipação das tendências para 2018. Para contextualizar, não somente os alunos do curso do Sebrae, mas também nossos seguidores, criamos este post apresentando as principais macrotendências que irão determinar o futuro da moda nas próximas temporadas.

VIDA TERRENA

Neste movimento o dominante é o resgate da essência e a volta da natureza à nossas vidas. Diversos estudos apontam que a Geração Millennial, também conhecida como Geração Y, está mais preocupada em viver uma vida mais tranquila do que a de seus pais.  Eles não estão dispostos a sacrificar as suas vidas pelo o trabalho, eles querem trabalhar menos e ter condições de uma vida pessoal saudável e agradável. Além de serem jovens com sede de conhecimento e informação, eles não têm paciência para esperar as soluções, eles são a solução e criam a solução. Isso explica perfeitamente o por quê as marcas criaram o See Now, Buy Now e também o motivo de diversas revistas de moda e comportamento terem deixado o impresso de lado para investir em mais conteúdo na internet.

Palavras-chave – Empoderamento, Flexibilidade, Naturalidade, Instantaneidade, Tecnologia, Multi Tarefas, Saúde.

e98b1007b5afc73389b0ae5566dd4b5f

INFUSÃO

Tanto a Geração Y como a Z têm a tecnologia como sua principal aliada. Eles não largam os celulares e é exatamente onde as empresas têm que estar para conseguir chamar a atenção. Porém, mesmo sendo mais “alienados” à tecnologia do que os mais antigos, eles possuem o lado mais humanizado proveniente da própria distanciação do mundo real, o que nos leva a entender o motivo da criação de ferramentas como o Stories do Instagram, por exemplo. Eles preferem estar “perto” das pessoas através dessas ferramentas do que muitas vezes pessoalmente com os amigos. As redes sociais possibilitam o compartilhamento de experiências e muitas vezes tendências são criadas por eles mesmo dentro de uma comunidade de pessoas que tem os mesmos ideais.

Palavras-chave: Humanização, Experiência, Empatia, Conforto, Compartilhamento.

maxresdefault

DESIGN SUBSTANCIAL

O consumidor valoriza cada vez mais o seu tempo e dinheiro, priorizando marcas e produtos que tenham propósitos e valores parecidos com o que ele acredita. Aqui, o minimalismo faz jus a tendência atual. A ideia é viver com cada vez menos, mas com mais propósito e com experiências mais valiosas. Marcas sustentáveis, orgânicas e que se preocupam cada vez mais com ações ambientais e sociais entram nessa categoria agregando valor aos seus produtos e consegue conquistar compradores que não estão preocupados com o valor que irá pagar, mas sim a experiência que terá ao comprar o seu produto. “Vender o por quê e não o quê”.

Palavras-chave – Minimalismo, Sustentabilidade, Experiência, Valor, Propósito, Longevidade, Unidade.

945377d7b006b0b5841122d9d4ddcef2

NOTURNO

Nesta última ramificação das macrotendências, o equilíbrio é o principal ditador, ou seja, as falsas vidas perfeitas da internet começam a dar lugar a algo realista e humanizado. As pessoas erram e tem seus dias ruins, ‘a vida não é perfeita’, é nisso que acreditam os novos consumidores. A vulnerabilidade não é mais um problema e por isso as famosas “lives” na internet estão em alta, não tem filtro e não tem edição.

1442254249tpm157-kefera-002b

Palavras-chave: Realismo, Equilíbrio, Vulnerabilidade, No Filter, Ao vivo, Humanização.

Espero que essa pincelada geral dos fenômenos que tem ditado as tendências atuais possam ajudá-los a entender  um pouquinho de como a mudança cultural e geral da sociedade mudam os trilhos da moda e determinam sua direção.

Compartilhe com todo mundo que gosta de moda ou empreende nesse ramo, tenho certeza que será útil. Beijos!